Seguidores

domingo, 30 de julho de 2017

E os P de partidos já não nos ilude


Negros , brancos , pobres !
A pátria da exclusão , tudo sempre igual mesmo
após o discurso na Flip .. Nas periferias , centros
não existe segurança.
Nas periferias sem emprego.
E na mídia façam bolos ..sejam empreendedores …
Povo sem trabalho , sem aposentadoria
sem dinheiro …
E os P de partidos já não nos ilude ,
esquerda a direita .. e os conchavos aos grandes empresários.
Você vai votar em quem ?!
E nos iludimos nos concursos , nas provas e editais …
A vida é breve .. bela e o Sol de inverno nos dá sentido
de viver.
E as ruas vazias de sentimento .. ilusão, paz opa
levaram seu celular ..
Levaram seu carro , entraram na sua casa ,
opa você morreu !


Joka


João Carlos Faria

sábado, 29 de julho de 2017

Aos P de partidos o lixo da historia

Culhões falta nos culhões para mudar este Brasil !
Sera que no fundo concordamos com a corrupção de cada dia neste
pais ?
O crime organizado já esta se infiltrando nos governos. Devem se juntar
aos já organizados ladroes nacionais.
Este P de partidos são a escoria da nação. Eles já não nos representam
vamos votar para que no ano que vem ?
Nas periferias brasileiras o crime organizado é quem manda.
Ditam as regras e se fazem lei.
Aos P de partidos o desprezo que entrem para o lixo da historia.
Mudanças de forma horizontal e não vertical.
Cabe ao povo Brasileiro novos caminhos na reconstrução da democracia.

Joka

João Carlos Faria

 

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Cidadania !

Silenciar -se nunca diante do desgoverno que se faz no Brasil nos dias de hoje.
O ato politico é um ato de cidadania e amor ao próximo estamos todos neste imenso Brasil
e temos direito a segurança publica, trabalho e emprego, o direito de ir e vir precisa ser garantido , saúde , educação , arte , cultura.
Que democracia é esta? Que os direitos básicos não são respeitados nos não temos classes
somos todos seres humanos.
Se manifestar em redes sociais e nas ruas e praças publicas é dever de todos nós. Não importa nossas cores ideológicas , crenças e divergências somos todos Brasileiros.

Joka

João Carlos Faria
 
Rumo ao 2º Encontro Literário da Mantiqueira




No ultimo dia 21 de Julho de 2017 aconteceu no SESC na comedoria um encontro de pessoas interessadas em literatura e politica cultural em São José dos Campos um encontro prazeroso com mais ou menos dez pessoas entre poetas e escritores.
Mostrando a força e a vontade de fazer arte e cultura na nossa região e uma das decisões é que conversaríamos com a comunidade cultural do distrito de São Francisco Xavier e agora vai ter um outro encontro na Biblioteca de São Francisco no dia 6 de agosto ( domingo ) às 15h na biblioteca pública local.
Este encontro do SESC foi chamado pelo poeta e professor José Moraes Barbosa com boa aceitação por e-mail e nas redes sociais.
No encontro debatemos a falta de apoio dos governos estadual e municipal, Federal na questão de cultura e arte.
No mesmo dia assisti a um documentário na Globo News no horário antigo do Globo Nesws literatura e que mostrou os cortes na arte e cultura no Brasil.
Governos usam da crise econômica para cortar gastos na cultura ?
Sempre defendo nos meus textos a independência no setor cultural e o empreendedorismo.
Mas investir em arte , cultura , educação, saúde publica é um dever do estado Brasileiro.
Como manter orquestras sinfônicas , recuperação do patrimonio histórico das cidades ?
A comunidade avançar e criar um mercado de arte é importante como criação de editoras , gravadoras, produtoras de cinema e video , sites como o Entrementes e ueb rádios como a KFK.
A comunidade local , estadual e nacional precisa se organizar.
Fiquei sabendo hoje que estão propondo a extinção de uma Fundação de Cultura na cidade de São Paulo no inicio do ano aventou-se esta hipote de fechar a Fundação Cultural Cassiano Ricardo que precisa
é se debater a politica de arte e cultura em nosso município.
Mas fechar uma entidade que nasceu no processo de redemocratização do pais é um abuso em nome
do controle das finanças do município.
Cada senador Brasileiro tem direito a 80 acessores e estão penalizando o povo Brasileiro já com a
reforma trabalhista e em breve com a reforma da previdência.
Que pais é este ?
Não iremos nos silenciar que seja um sucesso este 2º Encontro Literário da Mantiqueira.
Quero estar lá enquanto cidadão e escritor.
Cidadania é uma luta árdua. Ano que vem tem eleições que façamos o bom combate.
Mais do que nunca precisamos avançar nos processos de organização do povo Brasileiro.
Que as finanças de nossos governos sejam uma caixa aberta e que possamos decidir os rumos
dos gastos públicos.


Serviço :


Reunião no dia 6 de agosto ( domingo ) às 15h na biblioteca pública local.
Distrito de São Francisco Xavier




Joka


João Carlos Faria

terça-feira, 18 de julho de 2017

O ato sagrado de ler e escrever




Para mim a escrita é um ato Dionísico mas este Êxtase só vem depois da leitura. Sem ler não existimos o ato de ler é criação. É reinvenção bebi de Samael Aun Weor, Paulo Roxo Barja, Jorge Mautner o êxtase é tanto que não cheguei a uma leitura de educação. Mas a sabedoria destes autores e a escrita é a posse numa antropofagia eu os devorei suas letras , sua magia e suas sabedoria. Ser escriba é magico. Ensinemos esta magia as criancas , velhos e jovens. Desfrutar das
palavras é um ato de rebeldia.
Homens sejamos rebeldes vamos abrir as paginas de livros seja em qualquer suporte. Metafisica, física quântica.
Desfrutar da taça do saber. Sou eu você e quem me ler. A humanidade se faz real quando mulheres e
homens leem. Somos imortais. Avancemos num segundo estamos em Atlântida no outro New Yorque. E o monstro da lagoa emerge na sabedoria de Jorge Mautner.
E minha cidade se desvenda em Paulo Barja .. E a criação humana em Samael Aun Weor.
Refundemos a vida. O que nos impede de conquistar a almejada liberdade econômica da América
Latina ? !
O que nos segura a não ser eliminar nossos egos para nossa revolução individual. O coletivo é uma junção de homens livres das amarras egoicas.
Das trevas se chega a luz.
Eu não sou Shophia , nem Maria sou seculos .. 108 EXISTENCIAS … Para se libertar através do
ato de amar.
Criar , homens e mulheres , subir aos céus , baixar aos infernos eis a necessidade de ir além do
homem.
Êxtase sublime este êxtase o ato de ler. Viajar eternidades , redescobrir verdades silenciar em
meditação.
Quando abrimos e nos entregamos a ao ato de ler temos o poder em nossas mãos, canções , poemas, romances , ensaios.
A sabedoria humana numa decifração de códigos.
Sim a escrita é um ato Dionísico onde nos tornamos humanos.
Momentos de liberdade, eis que nos aproximamos de nossa eternidade.


Joka


João Carlos Faria


sexta-feira, 14 de julho de 2017

O osso duro da sopa e cade aquela mosca na sopa ?

Não acredito mais em velhas raposas ... De tão velhas com suas palavras de
desordem desgastadas.
Lamentável estamos sendo roubados pelas elites, direitos sendo retirados
e não temos lideranças o suficiente para nos organizar. Articular palavra fora do dicionario do povo. E por isto sempre povo. Esbravejemos nas redes insonsas.
E as ruas vazias. Fé sem ação , utopia diante da televisão.
Como diria Raul Seixas “ quem não tem visão bate a cara contra o muro “ imaginem uma nação inteira batendo a cara contra o muro ?!
Talvez o clamor das ruas se faça eco. As redes insonsas alivia nossa dor ?


Joka
João Carlos Faria

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Por um fundo nacional de arte e cultura

Para não perder a insistência e a guerrilha em arte e cultura.
Acabei de sugerir a um deputado via instagram a criação de um
fundo nacional de arte e cultura.
Cade vez que mergulho na educação enquanto profissional
mais sinto a importância da arte e cultura no desenvolvimento de jovens e crianças.
O trabalho do Grupo Bola de Meia através de seus CDs esta presente
nas salas de aula na cidade. Precisa - se de um projeto de difusão de teatro, musica, dança nas escolas de nossa rede Municipal e Estadual.
E como anda o Fórum de Cultura de São José dos Campos ?
Mais que nunca a arte transforma.


Joka

João Carlos Faria

sábado, 1 de julho de 2017








Fim de tarde numa estrada para o infinito


Sol ,


noite por onde anda o homem enquanto os Deuses
nos trazem a certeza de suas existências ?
Como poderia eu ser ateu !
Se existir é algo não ao acaso ..
Resistir , existir no eterno ir e vir ..
E Deus não sai comigo para trocarmos um dedo de prosa.
Vida , existência ..
Ele sempre dentro e eu sempre fora.


Joka


João Carlos Faria

Foto Elizabeth Souza


A arte de Diego El Khouri

Primeiro conheci o poeta indicado por Edu Planchêz depois veio o artista plástico que é muito bom. E ganha reconhecimento. Um artista as margens e dentro. Fora e no centro. Precisamos escrever mais sobre você. Gostaria que o Edu Planchêz manda-se um escrito sobre você mas ele esta sempre ocupado. Poeta, artista e provocador direto do centro do Brasil para o mundo. Quiça ainda cante e toque como Aguilar faça performance e no cinema ? Experimentar .. criar .. existir não se define Diego El Khouri.

Joka

João Carlos Faria